Foi difícil, mas 2016 também teve dias de sol

 

 

dsc02064Por Jurandir Defani, gerente geral da Taranto Brasil

O intenso ano de 2016 está chegando ao fim, mas o que aprendemos com ele? No setor automotivo houveram baixas, mas se por um lado as montadoras amargam resultados desanimadores, no aftermarket houveram alguns dias de sol.

As pesquisas dos órgãos regulamentadores do nosso setor, como o Sindirepa-SP, apontaram crescimento de 26,3% na busca por manutenção nas oficinas independentes paulistas, por exemplo. Quem soube aproveitar a boa maré, da oficina mecânica aos distribuidores, obtiveram bons resultados.

Aqui na Taranto sempre trabalhamos o lado positivo do mercado que atuamos. Não foi a toa que empenhamos força total em nossas equipes para atender a alta demanda que sentimos no dia a dia de quem compra.  Com promotores nas ruas ouvindo o que o reparador e o balconista que procuram de um fornecedor de qualidade, redes sociais ativas, palestras, vídeos de aplicação, participação em feiras e eventos. Nos aproximamos dos nossos clientes e aprendemos muito com eles.  O resultado? Trouxemos novos produtos, como os tuchos, e implementamos ações para ficar ainda mais perto de quem confia em nossa linha de autopeças e fomos reconhecidos por isso.

Com a chegada de dezembro comemoramos o fim de um ano suado, de muito trabalho e, por muitas vezes, com incertezas, mas confiantes de que foi um bom ano para quem ofereceu qualidade e bom atendimento. Que em 2017 a confiança de todos se renove, pelo bem de um setor imenso, que tem muito a oferecer.

 





Categorias: Eventos