Dicas para planejar a gestão de uma oficina

Good-Car-MechanicPlanejar o bom funcionamento da oficina também é importante para manter o negócio da reparação. A atualização profissional e da oficina requer muito esforço e muito estudo para entender e acompanhar o ritmo acelerado deste setor.

Por isso, além do bom atendimento que é essencial para conquistar a clientela, o ambiente da oficina, desde a aparência do local, uniformização e treinamento de equipe, meio ambiente e segurança deve ser levado em conta.

Quem administra a oficina precisa entender onde o negócio pode chegar, por meio de projeções do processo produtivo e como e em quê ele deve investir para fazer o negócio crescer. A criação de procedimentos de atividades também é importante, com uma listagem de tudo o que deve ser feito no carro, desde o checklist até a entrega ao cliente, prevendo o diagnóstico, os prazos de entrega de peças, etc, evitando falhas de comunicação enquanto o carro estiver na oficina.

Funcionários bem treinados e preparados nunca são prejuízo e, sim investimento. Se os colaboradores têm acesso a informações atuais, o trabalho é realizado com mais eficácia. O mesmo vale para o dono da oficina. Buscar informações não só de técnica, mas também sobre administração, finanças, etc é uma boa pedida para atualizar e expandir o negócio.

O ambiente da oficina também deve ser levado em conta. Um local limpo, agradável e confortável é levado em conta pelos clientes. Manter o local com um aspecto moderno e arejado transmite confiança ao cliente e os atrai, além de influenciar na produtividade dos funcionários, afinal, todo mundo gosta de trabalhar em um ambiente bonito e limpo.

O reparador deve sempre informar aos clientes o prazo de garantia das peças e do serviço, bem como mostrar as que substituíram. A oficina também deve manter um registro do reparo e das peças trocadas, caso haja acionamento da garantia.

O descarte de materiais como óleos, filtros e baterias deve ser feito de maneira correta, por isso a melhor forma é contratar uma empresa especializada que faça esse trabalho. Atualmente a fiscalização ambiental é mais rigorosa e o reparador deve ficar atento para não ser enquadrado pelos órgãos públicos, arcando com multas.